Copywriting: O Que é, Como Fazer E Que Técnicas Usar (+ Exemplos)

...


Eu vou começar este artigo com uma revelação: muito dificilmente, você vai encontrar um conteúdo meu que não tenha a estratégia de copywriting aplicada.E eu não sou o único.


Os principais nomes de advertising electronic do mercado e as grandes marcas que se destacam pelos seus textos também adotam as técnicas de redação persuasiva.Se você é um profissional da área que tem a pretensão de potencializar os resultados dos seus clientes. precisa ficar ligado.O mesmo vale para um empreendedor que deseja alavancar as vendas do seu negócio e ainda não sabe o que é copywriting ou não utiliza.Nesse caso, sinto em dar essa notícia, mas aqui vai: você está perdendo dinheiro.Não me leve a mal pela sinceridade, mas é a realidade.


Eu posso comprovar a minha afirmação: 90% dos consumidores não escolhem uma marca antes de pesquisar no Google.Ou seja, antes de tomar uma decisão, as pessoas avaliam a presença online das empresas.O conteúdo, de fato, é fundamental para convencer o leitor a comprar.O copywriting pode ser aplicado para diversos canais e formatos, como em anúncios, Facebook Ads, Instagram e blogs.Talvez você não tenha percebido, mas algumas métodos já foram usados nos parágrafos anteriores deste artigo.


Se você ainda não reconheceu quais são, eu recomendo que você leia os tópicos seguintes.Além de aprender como fazer copywriting, você vai conferir alguns exemplos e dicas extras de como criar textos que vendem.Boa leitura!


O que é copywriting?



Copywriting é uma técnica de redação que usa a persuasão para convencer o leitor a praticar uma ação, seja ela continuar a leitura do artigo, fazer o cadastro para receber uma newsletter ou comprar um produto.O essential objetivo da escrita copywriting é sempre a conversão.A palavra copywriting vem do inglês e não há tradução correspondente para ela.Se você tentar a transposição na web, vai encontrar por termos como "redação" ou "escrita".Uma explicação bastante genérica.Na verdade, a melhor forma de entender o copywriting é conhecer a importância dele e as estratégias por trás dos truques utilizados.


Tenho certeza de que, ao ler os próximos tópicos, você será capaz de construir textos muito mais atrativos.


Vou responder a pergunta deste intertítulo com outra: qual dos anúncios abaixo mais desperta a sua atenção?



  1. Promoção: 2 hambúrgueres pelo preço de 1.

  2. Essa hora bate uma fominha…que tal 2 hambúrgueres pelo preço de 1?


Provavelmente, o segundo, certo?


Embora os dois tenham o mesmo objetivo e a diferença entre eles pareça sutil à primeira vista, a segunda opção surte mais efeito.


Além de ser mais criativa de certa forma, ela ainda cria uma conexão.A menção à "hora da fome" tem o intuito de provocar identificação.Ademais, também pode ser vista como uma dor do consumidor.Por fim, vem a oferta, só depois de despertar e prender a atenção do leitor. Quase como uma solução para um problema.


Esses são alguns dos caminhos por onde trilha o copywriting.Ele mexe com o subjetivo.Em questões de segundos, a mensagem age no cérebro do receptor, levando-o a tomar uma decisão.Portanto, se o seu desejo é a conversão, o copywriting não pode ficar de fora das suas estratégias de marketing e vendas.


Se você encontrar por aí explicações que tratam o copywriting como receita de bolo, desconfie.Embora existam orientações de como aplicar o copywriting, assim como em qualquer outra metodologia, o resultado depende de uma série de fatores.Entre eles, a capacidade do copywriter – que é o escritor responsável pelo copywriting – de entender os objetivos de negócio e, principalmente, de comunicação.E isso envolve todos os aspectos relacionados a esses propósitos.Veja a seguir!


1.Informações que você precisa para começar


Antes de escrever um texto, você precisa ter clareza do que é esperado com ele.Você já sabe que o copywriting tem foco na conversão.Então, seu papel como copywriter é entender a etapa do funil em que o seu conteúdo se encaixa.Além disso, é imprescindível conhecer bem as personas.Um bom copy, além de ser útil, deve gerar relevância e estima.E você só conseguirá alcançar essas metas se souber quais são as dores e desejos do seu público-alvo.


Você também precisa ter sabedoria sobre o assunto que será abordado.Pesquise bastante antes de colocar as ideias no papel.Feito isso, podemos pular para as próximas dicas.O gancho é um recurso usado para instigar o interesse no conteúdo.


Ele pode ter vieses diferentes.Você pode usar um dado relevante, uma curiosidade ou apostar no assunto do momento.Dores comuns

As pessoas se sentem conectadas quando identificam problemas semelhantes.Se você conhece bem a sua character, sabe quais são as dores dela.E, então, poderá usá-las para criar esse vínculo.Apresentação do produto

Pense em formas criativas de apresentar o seu produto.Em vez de ir direto ao ponto, tente trabalhar com o propósito dele.Ao apresentar o seu produto, procure destacar os benefícios dele.


Liste quais são as vantagens e como elas respondem às dores da persona.O essential objetivo do copywriting é fazer com que seu leitor pratique uma ação.


Se você quer que ele faça o down load de um cloth ou navegue por outra página, por exemplo, precisa deixar isso claro.O call to action é uma chamada para a ação.Escolha por finalizar o seu conteúdo com ele.


Os gatilhos mentais são estímulos que agem no nosso cérebro.Em um processo de decisão, eles são responsáveis por provocar as nossas ações.Normalmente, a nossa mente decide o que fazer com base em um contexto social e emocional.A parte racional só vem depois, na tentativa de justificar o ato já concretizado.Os gatilhos mentais são excelentes ferramentas na estratégia de copywriting.


Conheça alguns deles!


1. Urgência


Os seres humanos, quando têm possibilidade de escolha, costumam deixar a decisão para depois.Esse hábito é colocado em cheque no gatilho de urgência.Ao definir um prazo para que uma decisão seja tomada, você estimula a prática da ação.

  • Exemplo: Últimas horas para aproveitar os descontos!

  • 2. Conexão


    Este gatilho tem o objetivo de criar um vínculo com o leitor.Esta relação é basic se você quer que seu consumidor estabeleça um laço sólido e verdadeiro com a sua marca.Crescemos juntos e evoluímos também…

    3. Especificidade


    Neste gatilho mental, os detalhes específicos são responsáveis por chamar a atenção do leitor.Quando você é muito específico, o seu texto transmite credibilidade.Transformação

    Todos nós queremos evoluir. A transformação faz parte das nossas vidas.Quando você usa este gatilho mental e mostra como o seu produto ou serviço é capaz de modificar e melhorar uma situação ou circunstância, o poder de atração aumenta.É um novo jeito de ver e viver a vida.

    5. Exclusividade


    Que a personalização é tendência no advertising, eu nem preciso dizer…


    Então, por que não usar o gatilho de exclusividade?



    • Como fazer: demonstre que o seu produto ou conteúdo é singular e a experiência vivida com ele é única.

    • Exemplo: O único método 100% eficaz para perder peso.


    6. Reciprocidade


    O ato de retribuir uma gentileza faz parte da nossa essência.


    Quando alguém nos oferece algo, de forma gratuita, nos sentimos no dever de corresponder.Os indivíduos desejam pertencer a grupos e serem bem aceitos.Esta necessidade é o pilar do gatilho mental de aprovação social.



    • Como fazer: evidencie o potencial da sua marca ou solução e mostre como ela envolve o consumidor em uma comunidade.

    • Exemplo: Todos os executivos bem-sucedidos utilizam este método de planejamento.


    8. Afeição ou afinidade


    Você prefere fechar negócio com um colega ou com um desconhecido?


    Certamente, você escolherá a pessoa em quem mais confia e tem proximidade.As marcas, quando utilizam o gatilho de afeição, buscam estreitar essa relação.



    • Como fazer: crie um tom de voz para a sua marca e converse com o seu público como se fosse uma pessoa.

    • Exemplo: Eu já estava ansiosa para lançar esse produto e ver a reação de vocês. E, então, gostaram?


    9. Autoridade


    Alcançar autoridade é, sem dúvida, o auge que todo empreendedor almeja.Para isso, a marca precisa comprovar skills no setor em que atua e, sobretudo, dos produtos ou serviços que comercializa.Procure pautar o mercado com base em seu conhecimento.

  • Exemplo: Nesses 20 anos de experiência, constatamos cinco erros comuns que impedem as pessoas de crescerem na carreira. Será que você comete algum deles?

  • 10. Compromisso e coerência


    Este gatilho é usado para demonstrar que uma marca tem compromisso com o consumidor.Quando se mostra coerente, também é percebida pela estabilidade e confiabilidade.



    • Como fazer: seja consistente entre o que fala e pratica. Se o seu produto é tão bom quanto diz, por que não comprovar?

    • Exemplo: Se você não sentir os resultados com o nosso produto, devolvemos o seu dinheiro!


    11. Escassez


    Deixei este por último, mas não significa que ele seja menos importante.Na verdade, inclusive, o gatilho mental da escassez é um dos mais praticados em copywriting.Ele consiste em despertar no leitor a necessidade de adquirir um produto ou serviço pelo medo de ficar sem o item.Mas, atenção: essa contagem precisa ser verdadeira.

  • Exemplo: Só restam mais 2 produtos no estoque!

  • Técnicas de copywriting que você precisa conhecer



    Além dos gatilhos mentais, tenho outras dicas que vão ajudar você a construir textos muito mais chamativos.Siga as recomendações abaixo e arrebate, de vez, o seu leitor!


    Capriche no título


    O título é o primeiro contato do leitor com o seu conteúdo.


    Por essa razão, você deve se dedicar à produção desta chamada.Procure apresentar, logo de cara, o que o seu leitor pode esperar com o texto.E, claro, nem preciso dizer que você não deve decepcioná-lo.A promessa do título deve ser cumprida nas linhas seguintes.Assim como em SEO, a escaneabilidade também é uma técnica muito eficaz em copywriting.


    Quando você estrutura seu texto de uma maneira que permite uma leitura fluida, o seu público tende a consumi-lo.E essa decisão é tomada em questão de segundos, assim que ele abre o seu conteúdo.Por isso, dentre as recomendações, destaco:



    • Divida o texto com intertítulos

    • Coloque frases e palavras-chave em negrito

    • Escolha usar listas e bullet points (marcadores).


    Use exemplos e referências


    Muitas vezes, você pode redigir linhas e mais linhas de explicação sobre um assunto e, mesmo assim, não conseguir fazer com que o seu leitor compreenda o tema discorrido.Uma forma de facilitar o entendimento é usar exemplos práticos, indicar referências e usar metáforas.


    Seja o mais didático possível.Claro, sem subestimar a inteligência do seu público.Fale menos de você e tente inserir o leitor na narrativa do seu texto.Escreva como se estivesse em um diálogo.Inclua frases e questionamentos que provoquem uma reflexão e, sobretudo, que prendam o leitor para que ele não disperse e continue a acompanhar a sua mensagem.


    Várias marcas se destacam pelas suas estratégias em copywriting.Veja algumas delas e conheça as técnicas que são aplicadas!


    1. Apple


    Se você prestou bastante atenção nos gatilhos mentais que comentei ali em cima, pode relacionar facilmente pelo menos três deles à Apple: autoridade, exclusividade e aprovação social.A Apple se tornou uma empresa modelo e hoje é considerada a marca mais desejada pelos consumidores.O iPhone, por exemplo, é um símbolo de identidade.


    Ele dá visibilidade social ao usuário.E grande parte desse status se deve à forma como a Apple faz publicidade.Os anúncios focam na proposta de valor da marca e demonstram como os produtos podem transformar a vida de seus consumidores.Além disso, uma das estratégias utilizadas é a simplicidade para descrever os produtos.No site, os textos são curtos, concisos e livres de jargões técnicos.Netflix

    Ainda não segue a Netflix nas redes sociais?Deveria.A marca criou uma narrativa muito interessante para se conectar com o seu público.Ela assumiu uma figura feminina, que conversa como uma pessoa.A Netflix estabelece diálogos divertidos e emocionantes com os usuários da plataforma de streaming.Dá para notar que existe afeição, um dos gatilhos mentais que podem ser usados em copywriting.Para chegar até esse patamar, é possível afirmar que a Netflix estudou muito bem as personas e continua fazendo isso até hoje.


    3. Uber


    Assim como a Apple, uma das estratégias de copywriting adotadas pela Uber é a linguagem simples.As frases são diretas e bem explicativas.A forma com que ela escolhe as palavras é bastante cuidadosa.A Uber propaga a sua missão e, com isso, consegue conectar dois públicos distintos à marca: os motoristas e os usuários.


    A empresa ainda trabalha a autoridade, quando se posiciona como a maior rede de usuários ativos.Mas o destaque vai para uma técnica essencial nos dias atuais: as recomendações.Ao solicitar uma corrida, é possível visualizar a nota do motorista.A opinião de outras pessoas, sem dúvida, é uma ferramenta poderosa de credibilidade.Escrever pode ser um talento.


    Mas as técnicas, de certa forma, ajudam a aperfeiçoar a redação.No entanto, a prática e os estudos são fundamentais nesse processo.Para complementar o conteúdo deste artigo, sugiro a leitura de alguns livros de copywriting.Destaco três deles:



    • O Poder do Hábito – Charles Duhigg

    • As Armas da Persuasão – Robert Cialdini

    • Ogilvy on Advertising – David Ogilvy


    Tem muitos outros títulos interessantes e que, de fato, contribuem para que você aprenda a criar textos que vendem.Agora que você já sabe que o copywriting é uma estratégia poderosa para alavancar o seu negócio, além de conquistar e fidelizar mais clientes, que tal começar a revisar o seu conteúdo e se dedicar para criar textos criativos?


    Com certeza, o primeiro passo já foi dado.



    Dated : 2021-02-24 04:05:27

    Category : Marketing

    Leave a Comment

    Related Post